A função da vela de ignição é conduzir a alta voltagem elétrica para o interior da câmara de combustão, convertendo-a em faísca para inflamar a mistura ar/combustível. Apesar de sua aparência simples, é uma peça que requer para sua concepção a aplicação de tecnologia sofisticada, pois o seu perfeito desempenho está diretamente ligado ao rendimentodo motor, os níveis de consumo de combustível, a maior ou a menor carga de poluentes nos gases expelidos pelo escape.

 

 

   Resiste a altas tensões de 20.000 a 30.000 V, provenientes do sistema de ignição
    
Resiste à corrosão química causada pelos gases de combustão.
Resiste à altas pressões de 50 kg/cm².

Resiste a choques térmicos, pois suporta grandes variações de temperatura, que podem variar de 70°C (temperatura de mistura ar/combustível) até 2.000°C (temperatura de pico no momento da combustão).

 

 

Fonte: http://www.ngkntk.com.br

 

 

 

Carro_AmassadoLenda - Chapas finas resultam em pouca resistência em colisões.

Realidade - Ainda persiste entre alguns a idéia de que o carro seguro é aquele que não se amassa em acidentes, motivo de desconfiança das chapas de aço mais finas usadas nos modelos atuais. Em outros tempos olhava-se com orgulho o pára-lama pouco amassado após uma colisão, mesmo que isso implicasse em um tremendo impacto dos passageiros contra o interior. Hoje se sabe que o melhor é a chamada "estrutura diferenciada", em que apenas a cabine é rígida. As partes dianteira e traseira devem absorver ao máximo o impacto, para uma desaceleração mais suave aos ocupantes do veículo. Aliás, esse é motivo suficiente para jamais se transportar alguém, como uma criança, no compartimento de bagagem das peruas.

Pneus_novoLenda - Pneus novos devem ser usados sempre na dianteira.

Realidade - O hábito de manter os pneus mais desgastados na traseira pode levar a um comportamento perigoso em curvas com piso molhado. Se esse eixo escapar, o motorista terá de ter habilidade de piloto para corrigir a derrapagem. Por isso, é preferível uma escapada de dianteira, cuja correção é instintiva, bastando aliviar o acelerador e esterçar mais o volante para dentro da curva. Por falar em pneus, não se comova - relacionando a um carro bem-cuidado - com o argumento de que "o estepe nunca rodou". Além do quê isso nada significa, pois o pneu pode acabar sem utilidade se vencer o prazo de cinco anos de vida útil da borracha.

31459

 

   Lenda - Não permanecer parado com a primeira marcha engatada.


   Realidade - Certas regras antigas perderam a validade com o desenvolvimento dos carros, mas ainda têm seguidores.      Ao contrário    do que muitos aconselham, permanecer parado (num semáforo, por exemplo) com a primeira marcha  engatada e a embreagem      toda acionada não desgasta as atuais embreagens, com platô de mola diafragmática  ("chapéu chinês"), embora ocorresse nas  antigas, com platô de seis ou nove molas helicoidais. A explicação é que a mola  diafragmática fica com carga mínima quando o pedal  está todo apertado, desta maneira não "cansando" a mola.

dicasreparacaomitos


  Lenda - Amaciar o motor requer vários cuidados.

 
  Realidade - Não são poucos os motoristas que ainda dispensam ao carro novo cuidados exigidos décadas atrás, como não impor longos  percursos nem atingir altos giros durante 3.000 ou 5.000 quilômetros. Hoje a regra é outra: basta evitar rotações acima de 3.000 rpm por 100  ou 200 km iniciais. Depois, pode-se explorar todo o regime de giros, o que ajuda até a não "amarrar" o motor.

 

 

Conecte-se com a gente!

Antes de sair, faça uma visita em nossas redes sociais!

Curta, compartilhe e faça parte da nossa história você também!

facebook azul youtube original

Oficinas Credenciadas

Área Restrita