Por que não encher o tanque até a boca?

Prática pode danificar importante componente no veículo

Fonte: 03-04-14 | Texto: Cesvi | Foto: Divulgação

 

554617-Cuidados-ao-abastecer-o-carro-dicas-01
Usar o carro com o tanque de combustível na reserva pode danificar componentes do veículo, como a bomba elétrica. Mas você já parou para pensar na situação inversa? Dá para encher o tanque até a boca, passando do limite especificado no manual do veículo e da trava automática da bomba de combustível do posto de gasolina?
Ao chegar ao posto, pedimos ao frentista para encher o tanque, e ele abastece até o momento em que a bomba de combustível do posto trava. Mas e se ele continuar e forçar o abastecimento, muitas vezes para arredondar o valor? O que pode acontecer?
Bom, isso pode danificar o cânister. Quem? Isso mesmo, o cânister. É a peça que fica instalada entre o tanque de combustível e a admissão do motor, e tem o objetivo de filtrar vapores, para reduzir os gases prejudiciais que são emitidos pelo veículo.
Se o combustível ultrapassar o limite indicado no manual, poderá inundar o cânister. Com o cânister inundado, além dessa importante filtragem não acontecer, o combustível pode fazer com que os carvões desse componente se desprendam, danificando outros itens mecânicos.
images
O manual do proprietário informa a capacidade máxima em que o tanque de combustível pode ser abastecido. Geralmente esse limite é pelo menos 10% inferior à real capacidade máxima do tanque. Para garantir.
Então, é simples: não peça para o frentista do posto continuar enchendo o tanque de combustível após o travamento da bomba.

Lenda - Em caso de chuva ou neblina, rodar com o pisca-alerta ligado facilita a visão do carro pelos outros motoristas.

 

 

Realidade - Os que seguem essa lenda estão expondo muitas vidas em perigo. O pisca-alerta só pode ser usado com o veículo parado. Ligá-lo em movimento, sobretudo em condições de baixa visibilidade, pode levar o motorista de trás a pensar que você parou e desviar, causando até um acidente. Acenda apenas os faróis baixos, os de neblina e a luz traseira de nevoeiro (se houver). Deixe o pisca-alerta para quando parar na pista (como em tráfego congestionado) ou em emergência no acostamento.

Lenda - O cinto pode matar se o carro pegar fogo ou cair num rio, pois retarda a saída dos passageiros.

 

RealidadeMera desculpa de quem ainda não aprendeu que ele salva muitas vidas. Primeiro porque há um tempo razoável para a saída dos ocupantes nessas situações, antes de a temperatura atingir um nível insuportável ou o veículo submergir. Mas, sobretudo, porque, com o cinto, é muito mais provável que os passageiros fiquem conscientes após o choque para abrir a fivela e afastar-se do carro.

Conecte-se com a gente!

Antes de sair, faça uma visita em nossas redes sociais!

Curta, compartilhe e faça parte da nossa história você também!

facebook azul youtube original

Oficinas Credenciadas

Área Restrita