direcao-hidraulicaAté o mais desligado motorista sabe que precisa trocar o óleo do motor, mesmo que nem tenha ideia de quantos em quantos quilômetros. Mas você sabia que precisa substituir o óleo da caixa de câmbio? E da direção hidráulica?

 

Se você ainda não atentou para isso, é bom conversar com um especialista para ver a situação do seu veículo. Quase todos os automóveis trazem no manual de proprietário os prazos. O do motor, se você ainda não sabe, deve ser trocado em média entre 10 quilômetros ou seis meses (conforme a marca). Basta seguir à risca o modelo de óleo indicado pela montadora, a quantidade de litros e o prazo.

 

Uma dica importante é não considerar a cor do óleo de motor como fator de troca, observa Edmilson Santos, consultor técnico da Castrol Brasil. Trata-se de um grande mito. “É prática comum no mercado indicar a troca aos consumidores quando o óleo se encontra muito escuro. Porém, o fato do óleo estar escuro indica que ele é eficaz na limpeza do sistema, e não que se encontra em más condições de uso”, diz Edmilson.

 

Caixa

 

Já o óleo da caixa de câmbio que fica entre as engrenagens tem durabilidade bem maior. Em média, as montadoras recomendam a troca a cada 50 mil quilômetros ou após três anos de uso. Ele não costuma baixar o nível, salvo se ocorrem vazamentos. O óleo, porém, é diferente do de motor, bem mais grosso. A substituição é necessária porque o lubrificante antigo com o passar do tempo perde viscosidade e pode provocar ruídos e desgaste acentuado nas engrenagens da caixa.

 

Direção hidráulica

 

Também tem durabilidade bem maior do que o óleo do motor. A data recomendada para o lubrificante da direção hidráulica varia de marca para marca de carro, mas em médica fica entre 35 mil e 50 mil quilômetros. O fluído vencido pode causar o desgaste das peças da caixa de câmbio e, neste caso, o prejuízo pode ser grande se as peças quebrarem. Assim como o óleo do motor, o reservatório da direção hidráulica (fica próximo ao motor) tem nível mínimo e máximo. Não deixe ficar fora dessa faixa. Abaixo ou acima do nível pode prejudicar o sistema e deixar o volante pesado.

 

Fonte: www.terra.com.br

arref_2

 

 

Não quer ficar de cabeça quente com seu carro? Então saiba que ele também não gosta de esquentar. É por isso que existe o fluido de arrefecimento.

Esse líquido percorre a estrutura do motor por galerias internas, mantendo sua temperatura de trabalho estável. Essa temperatura ideal fica em torno de 90°C. Caso fique abaixo, o consumo de combustível pode aumentar além da conta. Se ficar acima, pior, o motor pode fundir.

ESTRUTURA
Os fluidos de arrefecimento são compostos por etileno ou propileno glicol, que garantem a proteção contra o congelamento ou a ebulição, mantendo as propriedades de transferência de calor.

EVOLUÇÃO
A novidade recente é o lançamento de um fluido de arrefecimento de vida longa. Essa nova tecnologia, também chamada de OAT (ácido orgânico), possui boas vantagens em relação ao fluido convencional. A primeira: seus inibidores de corrosão ampliam o tempo de vida do produto. Enquanto os fluidos convencionais usam aditivos inorgânicos para conseguir proteção contra corrosão, o novo incorpora sais de ácidos orgânicos, que aumentam essa proteção.

Assim, o tempo de vida do fluido OAT é, para carros de passeio, em torno de cinco anos ou 150 mil quilômetros. Em veículos pesados, com motorização diesel, esse fluido passa dos 300 mil quilômetros. Já no fluido convencional, não costuma passar de três anos, no máximo, devido justamente à deterioração dos inibidores de corrosão.

CADA UM, CADA UM
Como a composição química entre as tecnologias é diferente, não é aconselhável misturar os dois produtos. Embora a parte principal (anticongelante/antifervura) seja compatível, os inibidores não funcionam juntos. Completar o nível do reservatório que usa o fluido de vida estendida com um convencional diluirá os inibidores de corrosão orgânicos, reduzindo a vida útil do líquido de arrefecimento.

Se você quiser trocar o fluido convencional pelo de vida estendida, primeiro providencie uma limpeza do sistema, removendo todo fluido antigo antes de encher com o novo. Assim você garante todos os benefícios que a evolução da tecnologia já está oferecendo ao seu carro. E não terá motivos para esquentar a cabeça.

 

Fonte: http://www.cesvibrasil.com.br 

 

O Boletim Técnico é uma publicação do CESVI BRASIL. Sua divulgação por qualquer meio é permitida desde que citada a fonte.

meuautomovelpastilhas1Presente em duas ou quatro rodas, dependendo do veículo, as pastilhas estão na ponta do sistema de freio e são as principais responsáveis por seu carro parar com segurança. Mas você se sabe quando trocá-las e quais sinais indicam que a peça está gasta? Elas devem passar por constantes verificações para não falharem quando mais se precisa.

 

As pastilhas fazem as rodas pararem devido ao contato com o disco de freio. A duração está diretamente ligada à forma de uso. Se for um carro que transita frequentemente dentro de cidades, onde é necessário frear constantemente em engarrafamentos, cruzamentos ou sinais fechados, elas serão gastas em menos tempo. A recomendação de fabricantes como a Fras-le é observar o que diz o manual do proprietário, mas sempre nas revisões é indicado que se avalie como está o sistema.

 

Alexandre Roman, engenheiro de projetos da Fras-le, aponta algumas associações que podem indicar ao condutor que as pastilhas precisam ser verificadas. “O motorista pode perceber que o veículo está demorando mais para frear ou ter um sentimento que o pedal fica mais xoxo”, comenta. Roman também cita ruídos incomuns na hora da frenagem, que podem indicar um desgaste tão grande que a plaqueta do freio já pega no disco.

 

Nesse último caso, o desgaste na pastilha pode começar a afetar o próprio disco de freio. “Se chegar nesse ponto, vai danificar o disco e ter perda de eficiência, pois terá o contato de duas partes metálicas. Talvez seja necessário até substituir o disco”, ressalta. A troca do disco é necessária se a avaria for forte o suficiente para abrir sulcos muito profundos. Caso eles não sejam tão intensos, pode ser feita retificação, desde que não atinja a espessura mínima indicada pelo fabricante.

 

Na maioria dos veículos brasileiros só são encontradas pastilhas nas rodas dianteiras, que utilizam freio à disco, enquanto na traseira é usado o tambor. Mas mesmo nos carros que possuem disco nas quatro rodas o eixo da frente costuma ser mais utilizado na frenagem. “O traseiro é mais para a estabilização do veículo”, comenta Roman. Mas ele lembra que as montadoras costumam compensar isso ao instalar pastilhas menores nas rodas de trás, para que todas sejam trocadas ao mesmo tempo.

 

Para manter as pastilhas em boas condições e aumentar sua vida útil, algumas dicas podem ser seguidas. A primeira delas é usar peças indicadas pela montadora. Na hora de trocá-las, também é recomendado fazer a retificação dos discos de freio, para que as duas superfícies fiquem lisas. “Se tiver sulcos, pode gerar problemas na pastilha nova”, aponta Roman. Freadas bruscas constantes podem diminuir a vida útil das peças.

 

O recomendando é verificar a situação das pastilhas a cada 10 mil quilômetros.

 

freio-a-disco-029-gScreenHunter_05_Apr._14_16.06

Este é um pequeno guia para ajudar você a identificar a infinidade de luzinhas que acendem e apagam no painel do carro. Vamos começar pelas mais básicas:

luzes espia no painel do carro

1. Luz indicadora de temperatura alta - Problema grave no sistema de arrefecimento, pode ter furado uma mangueira do radiador, melhor parar o carro e chamar socorro. Se você persistir, o aquecimento excessivo poderá danificar seu motor e causar um bom prejuizo.

2. Check de motor ou luz de injeção - Ela acende para avisar que há algum problema com o sistema de injeção. Nada muito grave, dá até para continuar rodando assim, mas é preciso descobrir o que houve, pois seu carro começará a gastar muito combustível e a emitir muita fumaça e aí, já viu... o Kassab vai ficar bravo.

3. Luz da pressão do óleo - Problema grave, a pressão do óleo caiu. Isso significa que há pouco óleo no motor ou a bomba de óleo quebrou. Pare o carro e chame o socorro.

4. Farois acesos - nada grave.. ;-)

5. Portas abertas - Alguma porta do carro não foi fechada corretamente e poderá abrir em movimento. Dependendo de quem cair na rua, poderá ser muito grave.

7. Luzes do pisca estão ligadas, faça a curva (para o lado certo) ou desligue-as.

8. Farol de neblina está ligado. Em alguns casos, ligar os farois de neblina também significa ligar uma lâmpada vermelha na traseira do carro que perturba bastante se não tem neblina nenhuma. Então procure usar o equipamento no momento correto.

9. Luz de aviso do freio - Ou o freio de mão está puxado ou há problemas com seu sistema de freios. Está na hora de visitar a Automatik o quanto antes. Reduza a velocidade antes para não passar reto.

10. Luz de aviso da bateria - Se acender enquanto você está rodando, a bateria não está recebendo carga. O carro continuará funcionando (mal), mas toda a parte elétrica pode ficar comprometida e a bateria irá descarregar rapidamente. Visite o auto-elétrico o quanto antes, talvez o alternador tenha ido pro espaço..

11. Pisca alerta - use somente com o carro parado. Ligar o pisca alerta com o carro em movimento (como em dias de neblina ou de chuva, por exemplo), é um perigo muito grande, pois os outros motoristas podem pensar que você está parado e provocar um acidente.


luzes espia

12. Luz do ABS - ABS é o sistema que impede que as rodas do carro travem numa freada mais forte, com o chão molhado, por exemplo. Isso evita que seu carro escorregue e corra o risco de você perder seu controle. Quando você liga o carro a luz acende e logo apaga para fazer uma checagem, mas se ela insiste em ficar acesa, então há algo errado com o sistema ABS que precisa ser checado.

13. Luz de falta de combustível - Não precisa explicar muito, não é? Alguns carros flex também tem uma parecida que indica a falta de gasolina no reservatório de partida a frio. Sem essa gasolina, o carro fica muito difícil de pegar de manhã cedo.

14. Luz de aviso padrão - Ou luz do "algo errado". Esse é um aviso genérico que pede sua presença na oficina, será que você não trancou o cachorro no porta-malas?

15. Luz de problemas no módulo eletrônico - Alguns carros automáticos possuem apenas um módulo para gerenciar tanto a transmissão automática quanto a injeção eletrônica (e demais funções do veículo). A luz indica que algo errado está acontecendo, sugiro comparecer a Automatik o quanto antes.

16. Lampadas queimadas - Alguns carros possuem este recurso que avisa se alguma lâmpada queimou.

17. Luz de problema no circuito elétrico - Esse aviso indica que há algum problema elétrico, visite o auto-elétrico.

18. Aviso do cinto de segurança aberto- Aperte o cinto! Não sabe que além de perigoso é proibido andar sem o cinto de segurança?

19. Air bag com problemas - Não é uma emergência, mas quando essa luz não quer apagar, provavelmente o air bag não irá funcionar em caso de colisão.

20. Air bag lateral com problemas - O mesmo que acima, para airbag lateral, presente em alguns carros mais bacanas.

21. Baixa pressão nos pneus - Alguns carros tem isso também, indica um pneu murcho. Procure manter os pneus calibrados, pneus vazios desgastam-se irregularmente, fazem o carro gastar mais combustível e podem provocar acidentes.

luzes espia painel

22. Desembaçador do parabrisas - Indica que o desembaçador do parabrisas está ligado.

23. Desembaçador traseiro - Essa luz acende para avisar que o desembaçador do vidro de trás está ligado.

24. Luz Overdrive desligado - Overdrive é a marcha mais longa de um câmbio automático. Algumas transmissões tem um botãozinho que permite que essa marcha nunca engate para evitar excesso de mudanças, quando andando no trânsito da cidade, por exemplo. Se você for pegar a estrada, é melhor ligar o Overdrive, isso ajudará a andar mais rápido e gastando menos combustível.

25. Luz de aviso da cadeirinha do bebê - Alguns carros tem isso também, se a cadeirinha do bebê não estiver corretamente instalada, a luz pode acender, só espero que isso aconteça antes do bebê aparecer perto do seu sapato.

26. Luz da tração integral - Essa luz indica que você ligou o 4x4 do seu carro. AWD quer dizer All Wheel Drive, tração em todas as rodas. Use isso somente se você precisar atravessar um trecho de lama (já que neve vai ser meio difícil aqui na Sambalândia). Se você deixa o 4x4 ligado o tempo todo (a não ser que seu carro conte com tração integral computadorizada), vai ver só o tamanho da conta de combustível no fim do mês e ainda vai tornar suas manobras mais difíceis de fazer.

27. Luz do esguicho do parabrisa - indica que você está jogando aguinha no parabrisas e os limpadores estão funcionando. É sempre bom manter o reservatório cheio, nunca se sabe se um pombo malvado irá fazer as necessidades no seu vidro, ainda mais com essa proliferação de idosos que os alimentam.

28. Luz do fluido de freios - Uma luzinha rara, indica que há problema com o fluido de freio, leve o carro para a Automatik.

29. Piloto Automático ativado - Indica que o sistema que mantém a velocidade constante sem necessidade de pisar no acelerador está ativado. Isso não quer dizer que você pode largar o volante, mas ajuda muito a não receber multas por excesso de velocidade.

30. Luz das travas de segurança das portas traseiras - Se estiver aceso indica que as portas traseiras não podem ser abertas pelo lado de dentro. As pessoas que lá estiverem ficarão confinadas. Isso é muito bom para evitarmos a perda de filhos.

 

Fonte: www.automatik.com.br

images

 

 

Lenda - Rodar com pouco combustível faz aspirar a sujeira do tanque.

 

Realidade - Muitos não trafegam com pouco combustível por receio de que a sujeira do fundo do tanque seja aspirada, entupindo os filtros. Na verdade, como o tubo de captação ("pescador") fica próximo ao fundo, eventual sujeira seria aspirada mesmo com o tanque cheio até a boca.

Conecte-se com a gente!

Antes de sair, faça uma visita em nossas redes sociais!

Curta, compartilhe e faça parte da nossa história você também!

facebook azul youtube original

Oficinas Credenciadas

Área Restrita